Destaque

Entrevista de emprego: como mostrar soft skills

Entrevista de emprego: como mostrar soft skills

Essa semana estamos falando sobre a importância de desenvolver as soft skills, isto é, as habilidades comportamentais. Elas têm recebido cada vez mais atenção no mercado de trabalho – e com razão –, mas como evidenciar suas principais características em uma entrevista de emprego?

Um currículo com conhecimento técnico e formação acadêmica pode até fisgar a atenção dos recrutadores e conduzir à próxima etapa de um processo seletivo. Mas como se diferenciar dos demais candidatos na hora da entrevista de emprego?

Primeiro, é claro, é preciso pesquisar sobre a empresa e a vaga de interesse. Entender de que forma suas hard skills, as habilidades técnicas, se aplicam às atividades que serão exercidas.

Por serem habilidades mais subjetivas, as soft skills nem sempre são tão fáceis de identificar em um candidato. Para isso, os recrutadores costumam fazer perguntas específicas que ajudam a conhecer melhor o comportamento de cada um. Para respondê-las da melhor forma possível, é preciso ter atenção e um bom preparo prévio.

Autoconhecimento é a base principal nessa tarefa.

Muita gente desconhece suas próprias habilidades comportamentais. Desta forma, elas deixam de lado suas características principais na hora de falar sobre si mesmas. Vale a pena refletir sobre os seus pontos fortes e fracos – além disso, é bem possível que você seja questionado sobre isso. Reconhecer suas dificuldades é muito positivo!

Por mais que o conhecimento técnico seja importante, a forma que um colaborador se relaciona com os colegas de trabalho e como lida com as demandas é primordial.

Recrutadores tendem a perguntar sobre situações vividas nas experiências anteriores, além de proporem situações hipotéticas. Responda com clareza e confiança e seja honesto em suas respostas. Por mais clichê que pareça, seja você mesmo. Afinal, não adianta tentar ser outra pessoa, né?

Problemas são comuns, mas não fale mal de outras pessoas. Isso demonstra uma falta de ética e profissionalismo. O trabalho em grupo é cheio de desafios, mas também proporciona muito aprendizado e comunicação. Saiba ressaltar a importância dessas experiências.

Lembre-se que a linguagem corporal também será avaliada na entrevista. Um bom ouvinte demonstra interesse na fala de outras pessoas, ao invés de simplesmente pensar no que dirá em seguida.

Profissionais com iniciativa, proatividade e liderança também são de grande interesse para as empresas. Por isso, muitas vezes os entrevistadores questionam sobre situações em que os candidatos tiveram que tomar as rédeas de alguma questão, como lidaram com esses desafios, se tiveram que pedir ajuda (o que é sempre bem visto! Ser um bom profissional não significa fazer tudo sozinho) e o que aprenderam nesse processo.

De modo geral, é preciso ter em mente que as suas habilidades comportamentais dizem muito sobre você como profissional.  Além disso, elas podem ser as características que vão distinguir o seu perfil dentre tantos outros candidatos com qualificações semelhantes. Por isso, conheça suas soft skills e não deixe de demonstrá-las nesse primeiro contato com a empresa.

Esperamos que essas dicas para entrevista de emprego sejam úteis pra você. Boa sorte!

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *