Destaque

Inteligência Emocional: por que desenvolver?

A busca pelo controle das nossas emoções é um desejo da maior parte das pessoas que conhecemos. Pode perguntar para qualquer um para ver quem gostaria de ter estabilidade emocional, a maioria vai responder que sim.


“sentimentos”

Isso porque a nossa sociedade sempre nos acostumou a separar as emoções da nossa rotina, do nosso dia a dia. Quem nunca ouviu para deixar os problemas pessoais longe do trabalho? Mas diferentemente de separar os sentimentos e buscar estabilidade emocional, o que as empresas estão utilizando é a chamada Inteligência Emocional.

O que é Inteligência Emocional?

Quando começamos a perceber que deixar as emoções e os problemas de lado só forma uma bola de neve, tomar consciência delas desde o princípio, pode ser uma boa estratégia.

A Inteligência Emocional é a capacidade de compreender e gerenciar os próprios sentimentos, assim como o sentimento dos outros. É um conceito relacionado com a chamada “inteligência social”, presente na psicologia e criado pelo psicólogo estadunidense Daniel Goleman.

 Por que desenvolver?

Para se conhecer cada vez mais: a inteligência emocional vai te ajudar a conhecer os seus sentimentos desde sua origem, o que te ajuda a entender os seus limites e o que te impacta.

Para conseguir gerenciar: com o conhecimento que você adquiriu sobre você mesmo, é possível saber quando você pode ser impulsivo, consegue ser sincero com você mesmo a todo tempo, organiza melhor as suas responsabilidades o que faz com que você consiga alcançar objetivos mais altos e ficar mais atento às novas oportunidades.

Para entender o outro: quando você se entende você consegue ser mais compreensivo com o outro, e é capaz de se colocar no lugar dele (ter empatia). Isso vai ajudar a resolver conflitos e entender a necessidade do outro.

Para se melhorar: esses conhecimentos te ajudam na hora de desenvolver novas habilidades e capacidades.

Como desenvolver?

1. Observe como o seu corpo reage às emoções e comportamentos

2. Reduza as emoções negativas: ser mais positivo

3. Não coloque a ansiedade e o estresse de lado, lide de frente com eles

4. Não julgue ou mude seus sentimentos com muita rapidez: não tenha pressa para tomar uma atitude ou reagir

5. Pratique o “responder” ao invés do “reagir”

6. Pratique a empatia

7. Crie um ambiente positivo

8. Conheça seus limites e saiba quando é suficiente

A inteligência emocional envolve não só a capacidade de olhar para dentro, mas também de estar presente no mundo ao seu redor.

 

2 comments

Deixe uma resposta para Evy Abrahão Cancelar resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *