Destaque

6 fatores que causam resultados abaixo do esperado nas empresas

6 fatores que causam resultados abaixo do esperado nas empresas

Muito se fala sobre profissionais focados em resultados, mas o que fazer quando o retorno esperado não é alcançado? Não atingir as metas estabelecidas no planejamento pode ser muito frustrante, mas não deixe que os resultados abaixo do esperado te desanimem. É preciso analisar e identificar erros e acertos e, claro, continuar trabalhando.

Para te ajudar nisso, listamos nesse artigo alguns dos principais fatores que podem estar impactando a sua empresa e impedindo de obter resultados mais expressivos. Confira!

1. As metas definidas não estão adequadas

Como mencionado acima, para entender por que o resultado deixou a desejar é importante analisar o que foi feito até aqui e revisar as metas. As metas são realistas, mensuráveis, específicas e alcançáveis?

É verdade que a definição de metas ajuda a estabelecer estratégias que impulsionem o crescimento da empresa, mas, quando mal definidas, elas podem ter o efeito contrário. Afinal, uma meta impossível de ser atingida só irá gerar tensão e desconforto na equipe.

Para saber o que levar em consideração no momento de planejamento, indicamos a leitura:

2. Problemas de comunicação

Comunicação clara e objetiva é primordial em todos os aspectos da vida, inclusive no trabalho. Muitas vezes, a falta de produtividade, retrabalhos, prejuízos financeiros e até mesmo atrito entre os colaboradores são causados por problemas de comunicação.

Entre os principais problemas, podemos citar:

  • Desorganização nos projetos;
  • Mensagens perdidas;
  • Desentendimentos;
  • Reuniões ineficazes;
  • Falta de feedbacks;
  • Falta de comunicação entre as equipes;
  • Entre outros.

Dados da pesquisa Communication barriers in the modern workplace (Barreiras de comunicação no ambiente de trabalho moderno), realizada pela revista britânica The Economist, em 2018, apontam que 44% dos 403 executivos entrevistados relataram que a falta de comunicação causou atrasos ou falhas na conclusão de projetos. Quanto ao impacto financeiro, 18% afirmaram que as falhas levaram à redução das vendas.

Para dicas de comunicação, conheça a série “Com Todas as Letras”, de Celso Cardoso! Clique aqui para acessar a playlist completa no YouTube.

3. Seus colaboradores estão desmotivados

Quando bons colaboradores passam a apresentar resultados inferiores e quedas na produtividade, é um sinal de alerta para seus gestores. Com frequência, o problema está na motivação – e a desmotivação se espalha rapidamente na equipe, por isso é tão importante agir rápido.

Ter uma equipe motivada faz toda a diferença. Os colaboradores trabalham mais felizes, o clima é mais leve, colaborativo e agradável de trabalhar e, por consequência, os resultados apresentados tendem a ser melhores.

É importante ter em mente que cada pessoa pode se sentir motivada (ou desmotivada) por razões diferentes, desde problemas na comunicação, sentimento de desvalorização, excesso de trabalho até falta de oportunidades de crescimento profissional. Para entender o que pode estar causando problemas, as conversas de feedback são um ótimo recurso. E, é claro, trabalhar para reverter a situação e motivar cada um dos colaboradores, respeitando suas particularidades.

Criança chorando ao ser perguntada se ama o trabalho

“— Você ama seu trabalho? — Sim. — Sim?”

4. Liderança ineficaz causa resultados abaixo do esperado

É exigido muito dos líderes das empresas. No entanto, muitos profissionais chegam aos cargos de liderança repletos de conhecimento técnico e como resultado de um bom trabalho, mas quem deles está realmente preparado para liderar uma equipe? Quem deles desenvolveu as soft skills (habilidades comportamentais) necessárias?

Além das cobranças e pressão constantes, os líderes precisam lidar com uma tarefa nova: a gestão de pessoas. São os responsáveis por manter a equipe motivada, trabalhando bem em grupo e, é claro, entregando resultados.

Também são os líderes os encarregados por pensar estrategicamente e tomar decisões importantes no dia a dia.

Se a liderança da empresa é falha, não sabe inspirar e incentivar outras pessoas, o impacto nos resultados da equipe (e da empresa como um todo) pode ser gigantesco. E quanto mais tempo a empresa deixa de olhar para o papel exercido pelos líderes, mais difícil fica reverter a situação.

5. Dificuldades na gestão de tempo e produtividade

Gerenciar bem o tempo é requisito básico para ter níveis mais altos de produtividade no dia a dia. Com tantas demandas e prazos geralmente curtos, além de compromissos e responsabilidades, os colaboradores devem saber o que e como priorizar tarefas.

Dificuldades na gestão do tempo geram estresse, ansiedade, atraso nas entregas, refações e impactam diretamente nos resultados da empresa. Quando uma pessoa não sabe o que é prioridade, acaba perdendo muito tempo em tarefas menos relevantes e deixando o que é essencial em segundo plano.

Ter uma equipe que trabalha até mais tarde nem sempre é sinal de engajamento e altas demandas. Muitas vezes, isso reflete problemas como baixo rendimento e pouca produtividade. Não é saudável para os colaboradores, tampouco garante os resultados esperados pela empresa.

Para saber mais sobre como priorizar, leia o artigo:

Mulher de óculos fingindo trabalhar

6. Processos pouco ou mal estruturados

Olhar os processos internos é essencial para descobrir o que é válido manter e o que precisa ser reformulado, adaptado. Essa análise cabe aos gestores e líderes da empresa, mas o olhar crítico e o pensamento inovador devem ser difundidos em toda a organização. Se a empresa demonstra estar aberta a ouvir sugestões de melhorias, é mais provável que os colaboradores sejam propositivos e engajados no desafio de torná-la cada vez melhor.

Um recurso de gestão muito interessante para identificar e otimizar os processos da empresa é o mapeamento de processos. Essa prática consiste em: compreender (entender como funciona na prática), melhorar (fazer reparos incrementais), documentar (importante para capacitação de novos colaboradores, por exemplo), padronizar e transformar os processos. É útil para identificar gargalos, delimitar funções e papéis, determinar custos e mensurar o desempenho de cada processo interno.

De modo geral, podemos dizer que os fatores que causam resultados abaixo do esperado nas empresas podem ser muito amplos – e a resposta nem sempre é tão óbvia quanto você pode imaginar.

Por isso, lembre-se sempre de analisar a situação com mais profundidade, converse com os colaboradores e entenda quais são as suas reais necessidades. Afinal, uma empresa é formada por pessoas, assim como cada processo é conduzido por elas.

1 comment

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *