Em tempos de recolocação profissional, temos buscado cada vez mais nos encaixar nas empresas e sermos melhores profissionais, mais qualificados e exemplares. Nessa procura, é comum esbarrar em textos, infográficos e imagens que mostram os componentes essenciais para ser um bom profissional. Entretanto, essas características, quando extremas ou exageradas, podem ser prejudiciais para a carreira.

Pensando nessa linha tênue de cada característica, separamos abaixo alguns exemplos de atitudes consideradas essenciais mas que devem ser desenvolvidas com cautela e sem extremos, confira:

Assumir responsabilidades/Não delegar tarefas

Essas pessoas normalmente são aquelas que tem 30 tarefas para executar ao mesmo, o que por um lado pode dar bastante credibilidade para o seu trabalho, colhendo os resultados de tudo o que foi executado, porém, essa pessoa deve se cuidar para não ficar sobrecarregada o que além de ser prejudicial à saúde, representa um risco para as entregas da empresa. É essencial que essa pessoa saiba delegar tarefas para que não se torne centralizadora.

Fazer além do solicitado/Não executar com qualidade os processos básicos

Com grandes quantidades de demandas a serem executadas, um dia com 24h e necessidades básicas a serem cumpridas, quando falamos sobre fazer mais do que nos foi solicitado há uma certa pressa ao executar os processos básicos, para termos tempo quando formos realizar o “a mais”. O perigo está ao realizar o básico correndo.

Até mesmo os processos básicos têm sua importância, uns ainda são essenciais para o funcionamento da empresa, ou seja, fazê-los sem cuidado e atenção, pode significar uma perda da qualidade no resultado final de cada um deles.

Esforço/Saber reconhecer uma dificuldade

Ser esforçado e ter vontade de aprender é essencial e não tem nenhuma contra-indicação! Mas vale uma atenção especial para os processos em que você demostrar dificuldade. Se você precisar de ajuda com algum processo, não seja tímido e peça ajuda ao seu gestor ou à algum colega que tenha facilidade para executar aquele trabalho. Peça quantas vezes for necessário até que já esteja apto a realizá-lo por conta própria.

Pontualidade/Equilíbrio pessoal X profissional

Pontualidade é uma questão um tanto quanto polêmica. Ao mesmo tempo que as empresas estão com horários cada vez mais flexíveis, atrasos e imprevistos acontecem com frequência em grandes cidades. Desde acidentes com transporte, que atrapalhem a chegada no horário combinado, até demandas de última hora que atrasam um pouco seu horário de saída. O segredo é sempre ter conversas francas com os gestores e saber equilibrar a vida pessoal com a profissional para que o dia a dia no trabalho não se torne pesado.

Entusiasmo/Não saber dar seriedade à alguns processos

Ser animado e encarar o trabalho positivamente é essencial para que o seu ambiente de trabalho seja sempre agradável e leve. Porém, o entusiasmo tem hora e lugar para acontecer. Em reuniões críticas, por exemplo, é importante diminuir o tom da empolgação, saber os momentos adequados para cada atitude.

Algumas dicas de conduta para se tornar um ótimo profissional, não tem contra-indicação muito menos uma linha tênue. Características como ética, amar o que faz e saber ouvir feedbacks são essenciais em qualquer medida e servem para qualquer momento, o segredo é nunca parar de desenvolvê-las e usá-las!

 

Quer melhorar o seu desempenho e da sua equipe? Acesse o nosso site e solicite uma proposta.

1 comment

Deixe uma resposta para ananias prado de araujo Cancelar resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *